Cyberbullying aterroriza os adolescentes

Quando as redes sociais se tornam tão perigosas quanto a vida real

20.04.2013 // IMPRIMIR
aleteia

Cerca de 70% dos adolescentes que usam as redes sociais o consideram o fenômeno social mais perigoso do nosso tempo. É o cyberbullying, que arrisca ser pior do que o real. Quem trata o tema é a pesquisa "Os jovens e o cyberbullying", realizada por Save the Children e divulgada no início de fevereiro.

 

Segundo a pesquisa, as redes sociais são a modalidade preferida do cyberbullying (61%), que geralmente atinge a vítima ao espalhar fotos e imagens depreciativas (59%) ou com a criação de grupos agressivos (57%).

 

Para muitos adolescentes, o cyberbullying chega a comprometer o desempenho acadêmico (38%), fere a sociabilidade (65%) e, nos piores casos, pode levar a graves consequências psicológicas, como a depressão (57%, subindo para 63% entre jovens de 15 a 17 anos).

 

Sendo considerado o fenômeno mais perigoso por dois terços dos adolescentes, o cyberbullying ainda é apontado como pior do que as drogas (55%), do que o risco de ser vítima de assédio por um adulto (44%) ou do que o risco de contrair uma doença sexualmente transmissível (24%).

 

As vítimas das agressões são aqueles adolescentes considerados "diferentes", por várias razões: aparência (67%), timidez (67%), suposta orientação sexual (56%), os estrangeiros (43%), o vestuário não convencional (48%), deficiência (31%).

 

Para 83% dos adolescentes, o bullying "virtual" é mais danoso que o real, porque ali não haveria limites para o que se pode dizer ou fazer. Eles ainda assinalam que as ofensas podem surgir de forma anônima, sem prejuízos para os autores.

 

A sensação de perseguição é amplificada, pois, acontecendo em ambiente virtual, não há como se esconder ou encontrar abrigo.

 

Organismos como o Save the Children têm feito campanhas no mundo para educar e sensibilizar os adolescentes e jovens para um bom uso da web. Entre as sugestões de segurança, orienta-se a ter login e senha diferente para cada conta na web, nunca enviar senhas por email, não responder a emails que pedem dados pessoais e visitar apenas sites seguros.

Comunidade Católica Vida Nova

Comunidade Católica de Vida e Aliança

Paróquia de Santa Rosa de Lima

A Paróquia possui em seu espaço físico uma entidade social. Através do site da entidade queremos transmitir as noticias.

paroquia de Rio Tinto

Paroquia dos arredores da cidade do Porto

COMUNIDADE SERVOS DO CRISTO REDENTOR

Comunidade de vida e aliança que evangeliza através dos meios de comunicaçao social.
Partners: 1583
Seja Parceiro